Propostas para Dissertação

Mestrados no Departamento de Informática



Consultar ficha completa de uma proposta de dissertação

proponente: Pedro Rangel Henriques + Margarida Rangel Henriques
instituição/empresa: UNIVERSIDADE DO MINHO
tema/título: SELF-Storify (R)--Sistema de Apoio à Construção de Narrativas Autobiográficas
área científica: aplicações web + interfaces + sistemas de informação aplicados à saúde
local: UM
curso de mestrado: Mestrado em Engenharia Informática
descrição:
Resumo
A construção de narrativas autobiográficas está na base da capacidade do
ser humano de construir o significado das suas experiências. O significado
pessoal abstraído de cada situação vivida, será por sua vez a base das
escolhas futuras.
De facto, as expectativas e a motivação com que o ser humano
se envolve nas situações  reflete o seu passado e a forma como \"conta\" a
si e aos outros o sucedido. Por sua vez, a visão que cada um vai
construindo de si mesmo, emerge do significado que atribui às
experiências do quotidiano.

A construção da narrativa implica descrever um acontecimento passado,
clarificando as emoções e os pensamentos que irão contribuir para uma melhor
compreensão dos comportamentos e expectativas futuras.
Para além disso, a clareza quanto ao significado de uma determinada
experiência permite a libertação em relação à mesma.

Estudos empíricos têm vindo a documentar que a capacidade de organizar
narrativamente as experiências pessoais promove outros domínios, tais
como a emergência e consolidação do \"self\" (Fivush, 1991; Nelson, 1996),
a memória autobiográfica (Fivush, Haden, \\& Adam, 1995), a identidade
cultural (Gone, Miller, \\& Rappaport, 1999) e a integração na comunidade
(Wiley, Rose, Burger, \\& Miller, 1998).

Assim neste contexto e para apoio à atividade de construção de significados com vista a
interpretar as experiências do dia a dia, favorecendo uma
compreensão fluída das vivências e  evitando estados de confusão e
bloqueio emocional, os Psicólogos precisam de uma ferramenta de SW que suporte  a
identificação de cenários, de sensações (sensorialidades aliadas à
experiência),  de emoções, de pensamentos  e, finalmente, de metáforas
enquanto interpretação do acontecimento.
Trata-se de um sistema que ajude a recriar cenários,  acontecimentos, emoções,
pensamentos e sentidos (significados) vivênciados por adolescentes em acompanhamento clínico
(ou mesmo pela população em geral).
O sistema deve ser versátil no sentido de fazer a identificação a partir de
afirmações/descrições autonomamente narradas pelo dito adolescente, ou apresentadas como
resposta a questões (mais vagas ou mais específicas) formuladas pelo sistema. O sistema poderá também aceitar frases livres ou propor um leque de alternativas (tipo checklist) para o seu interlocutor escolher  a que melhor se adequada à sua situação ou sentimento. Adicionalmente, pretende-se que essa ferramenta permita criar uma rede (um grafo) conectando acontecimentos ao longo da vida, base de uma autobiografia. Este complemento promove o auto-conhecimento, o sentimento de continuidade e segurança base de uma identidade.


Voltar...